Vamos embarcar no Halloween!

Lendas de navios fantasmas

As lendas sobre navios fantasmas despertam o fascínio de muitas pessoas e estão espalhadas por todos os cantos do mundo. As histórias se misturam entre lenda e realidade e ninguém sabe de fato onde começa uma e termina a outra.

Uma lenda muito antiga é a do Holandês Voador, que possui várias versões e se tornou bastante conhecida. A versão do século 17 diz que o capitão do navio era Bernard Fokke, que fez pacto com o Diabo. Em 1632, o capitão que aparece com cabeça de peixe e corpo de homem, seria Amos Dutchman. Já no século 18, Davy Jones seria o capitão do Holandês Voador, condenado pela ninfa do Mar Calypso a vagar para sempre nos mares, podendo desembarcar por um dia a cada 10 anos.

Durante a segunda guerra mundial, o contra-almirante nazista Karl Donitz, oficial do alto escalão alemão, reportou a Hitler que uma das suas tripulações mais rebeldes não iria participar de uma viagem a Suez, pois haviam visto o Holandês Voador e estavam aterrorizados. No ano de 1939,  cerca de 100 nadadores que descansavam na Baía Falsa, na África do Sul, disseram ter avistado o temido navio.

O Holandês Voador é a principal lenda de navio fantasma, usada como inspiração para o filme Piratas do Caribe.
Holandês Voador

Mergulhadores em busca de naufrágios

Também são consideradas embarcações fantasmas aquelas que são encontradas à deriva ou naufragadas, com a tripulação morta ou ausente. Não é difícil encontrar registros, pois muitos mergulhadores se dedicam a desbravar os mares para localizar e estudar naufrágios.

Um exemplo foi o navio descoberto em 2003 por uma equipe que procurava por restos de um avião suíço, que teria caído no Mar Báltico. A embarcação foi batizada de “Ghost Ship” (Navio Fantasma) e depois de sete anos montaram uma equipe especial para investigar o naufrágio. Descobriram que era um navio holandês de 1650 e, apesar dos seus 400 anos, estava impecável, pois o mar Báltico possui salinidade muito baixa e quase não possui corrente.

O “Ghost Ship” (Navio Fantasma) é um navio naufragado que se mantém quase impecável após 400 anos, pois o mar báltico possui salinidade muito baixa e quase não possui corrente.
Ghost Ship

Um dos maiores navios naufragados do mundo é o Britannic, não tão famoso quanto seu irmão Titanic. O transatlântico foi projetado para ser o mais seguro e luxuoso de sua classe. Mas foi requisitado pela Marinha Real Britânica para servir como navio hospital na Primeira Guerra Mundial. Em 1916 ele afundou com a explosão de uma mina submarina e descansa em uma profundidade de aproximadamente 400 metros. O francês Jacques-Yves Cousteau descobriu o naufrágio em 1975 e foi o primeiro a explorá-lo.

O Britannic é o primo-irmão do Titanic e foi utilizado como Navio Hospital durante a Primeira Guerra Mundial, quando naufragou.
Britannic

Prontos para desbravar navios fantasmas? Conheçam os cursos de mergulho da AlphaDivers!

Deixe uma resposta